Quem Somos

Apresentação do Observatório do Analista
 
Renova te.
Renasce em ti mesmo.
Multiplica os teus olhos, para verem mais.
Multiplica os teus braços para semeares tudo.
 
Cecília Meireles, Canto XIII, “Cânticos”
 
 
Vivemos tempos de mudanças, a despeito de tanto se falar em estabilidade. Pode parecer paradoxal, mas talvez não seja. Um grau razoável de estabilidade financeira, de garantia das necessidades básicas de sobrevivência humana digna, pode trazer justamente a tranquilidade necessária para se fazer outros questionamentos: que preço pagamos pela estabilidade? Quanto ainda estamos dispostos a pagar? Existem caminhos alternativos, outros meios de se chegar aos mesmos fins?
 
Para responder a essas e outras questões, muitos começam a cobrar daqueles que detêm o poder, em todas as partes do mundo, maior transparência, ataque à corrupção, meios diretos de participação nas decisões e voz ativa no planejamento do próprio futuro.
 
Seria pedir muito, decidir sobre o próprio futuro? Alguns acham que sim. Como resposta, outros, insatisfeitos, criam seus próprios meios. Entre os mais recentes e divulgados estão os polêmicos WikiLeaks (documentos secretos de governos e corporações publicados na internet) e organizações civis como a Transparência Internacional (TI). Sediada em Berlim, segundo seu estatuto, a TI une os povos numa poderosa coligação em escala mundial para por fim ao devastador impacto da corrupção em homens, mulheres e crianças ao redor do mundo. A missão da TI é estimular mudanças em direção a um mundo livre de corrupção (www.transparency.org).
 
Ações como essas levaram vários governos, incluindo o do Brasil, a criar ferramentas oficiais para  divulgar dados e informações. É o caso dos portais da transparência e de acordos entre países criando metas para atingi-la (www.informacaopublica.org.br/node/1436).
 
Além dessas, é claro, um número sem fim de questões poderiam ser elencadas entre as prioridades contemporâneas que nos dizem respeito. Mas fiquemos com essas. São suficientes para abordar o propósito deste texto: nós, Analista Tributários da Receita Federal, as eleições próximas para o nosso sindicato, o futuro que pretendemos e os meios para chegar a ele.
 
De onde viemos
 
Uma rápida visita à história da nossa categoria é suficiente para se voltar com a certeza de que cada passo, cada pequeno ou grande avanço foi conquistado, fruto da dedicação e da luta de muitos. Os caminhos percorridos, sabemos – talvez até saibam mais aqueles que nos antecederam – foram longos  e nem sempre fáceis.
 
Dessa visita à nossa história também se traz a convicção de que não somos uma categoria de grandes líderes iluminados, salvadores heroicos. Nossas maiores conquistas vem de momentos de união e mobilização, onde os líderes são muitas vezes colegas e grupos “anônimos” que assumem temporariamente esse papel e coordenam as ações conjuntas da categoria.
 
Nossa história nos mostra que fomos, nós e aqueles que nos antecederam, os grandes protagonistas de nossas conquistas.
 
Onde estamos
 
De volta ao presente constatamos que há alguns anos isso começou a mudar. Fomos convencidos pelas direções do nosso sindicato, o Sindireceita, de que havia outro caminho: as negociações de gabinete, o lobby político. Mais fácil, disseram-nos, menos conflituoso. Muitos, talvez cansados de tanta luta, talvez tranquilizados por uma administração da Receita que se dizia, pela primeira vez, nossa aliada, resolveram dar um voto de confiança - muitos votos na verdade - a essa nova forma de agir. E assim abandonamos gradativamente os outros meios de luta, o trabalho político, a formação de novas lideranças, a mobilização constante da categoria.
 
Como consequência nos tornamos reféns de uma estratégia única e de todos os conhecidos problemas que disso decorrem. Colocamos todos os nossos ovos em uma única cesta. Pior: aos poucos centralizamos a responsabilidade pela condução desse modelo, de tal forma que hoje ela está restrita ao presidente do sindicato. Sob o pretexto do segredo estratégico, até mesmo outros membros da direção devem ser afastados da elaboração e condução das ações. Ainda mais distantes, ficam a categoria e os diretores de outros órgãos sindicais, como delegados locais, conselheiros dos CEDS e do CNRE. O diálogo e a união de forças com outros sindicatos e organismos da sociedade, também são incompatíveis com essa forma de atuação.
 
Assim, ficamos isolados e dependentes de um único grande líder iluminado - humano, falível e mortal.
 
Além dos riscos óbvios dessa centralização, devemos lembrar de outro, mais grave: o poder de um sindicato está no poder de sua base. Que poder de barganha, diante de seus interlocutores (administração, governo e sociedade) resta a um sindicato com uma base sem força, sem poder de se mobilizar? Que poder de convencimento e de pressão tem uma categoria isolada e despolitizada?
 
Não se pode negar a legitimidade dessas estratégias. As negociações permanentes com as diferentes forças do governo e da sociedade são parte fundamental das funções de qualquer sindicato de servidores. O lobby, a despeito da linha tênue que o separa da corrupção, também é legítimo. Mas quando usadas isoladamente - sem a força de sustentação de uma base politizada, conhecedora e convencida da legitimidade e justiça de suas bandeiras - essas estratégias fragilizam o negociador, tornando-o refém dos termos que o outro lado impõe.
 
Mais do que discordar desse modelo, acreditamos que ele está esgotado. Além dos riscos óbvios, das polêmicas éticas, duvidamos de sua eficiência e de sua segurança nesses tempos de caça às bruxas, de busca por transparência e por participação direta nas decisões de interesse coletivo. Seguir com esse modelo, é por em risco o futuro dos Analistas Tributários, manchar sua história e desrespeitar aqueles que trabalharam para que chegássemos até aqui.
 
Onde queremos chegar?
 
Se quisermos ser protagonistas e não apenas espectadores pagantes do nosso futuro, devemos perceber que a sociedade está passando por mudanças profundas que nos afetam duplamente: além de cidadãos, somos seus servidores públicos. É preciso compreender essas mudanças e definir nosso papel nelas, considerando que também afetarão nossas reivindicações e os meios de conquistá-las.
 
O papel do sindicato nesse processo é decisivo como coordenador e formador da categoria, pois é impossível, considerando-se o tamanho e a complexidade da empreitada, pensar que um único líder, centralizador e personalista, será capaz de conduzi-la sozinho.
 
Conscientes dos prejuízos que a perpetuação dessa situação representa para o futuro da categoria decidimos criar um movimento de refundação do sindicato dos Analistas Tributários.
 
Esse movimento tem por objetivo identificar uma série de postulados gerais e específicos que devem nortear qualquer representação de classe e, particularmente, a dos Analistas Tributários.
 
O movimento pretende também resgatar os Analistas que se afastaram do sindicato por desacreditarem de seus valores, e despertar cada um daqueles que ainda permanece , para a necessidade de transformação de nossa representação.
 
Por último, e como consequência da congregação em torno de princípios e valores, acreditamos ser possível construir um sindicato forte, inclusivo, transparente e independente, que se afaste dos interesses pessoais e personalíssimos, para se aproximar cada vez mais do desejo e do pensamento de todos os analistas.
 
Pela urgência da reconstrução de nossa representação sindical e pela consciência de que o pior a se fazer nesse momento é abandonar nossa categoria, inauguramos o Observatório do Analista, cujos postulados de reconstrução da sua representação sindical serão aqui, neste espaço e outros que surgirem, descritos, criados e debatidos. 
 
Conclamamos todos os colegas a se somarem nesse esforço de conscientização, ação e luta, em defesa do futuro dos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil. 
 
Queremos um sindicato dos Analistas para os Analistas. Mas não um sindicato fechado sobre si mesmo, engessado pelas suas práticas, incapaz ou impedido de manter um diálogo franco e altivo – à altura de sua base – com a administração da RFB, com a sociedade, com o governo e com outras categorias de servidores, nossos parceiros e aliados potenciais.
 
Temos colegas qualificados e dispostos a trabalhar espalhados por todo o país, impedidos de fazê-lo por conta da centralização, personificação e sigilo que transformaram o Sindireceita em um sindicato proprietário, adepto de práticas ultrapassadas e questionáveis. O preço é o isolamento e o desrespeito de nossos interlocutores e adversários. E àqueles que não exigem respeito a história reserva as migalhas e a humilhação.
 
Esse é o tempo de mudanças. Os princípios norteadores das mudanças que desejamos começam a ser construídos aqui.
 
 
É preciso passar da perplexidade para a ação. É preciso entender o que está acontecendo e agir, cada entidade, cada movimento e cada pessoa dentro das entidades e dos movimentos. Agir com criatividade, com inventividade, de forma inovadora, porque o mundo está mudando.
 
Erminia Maricato
 
 
Você ainda não se cadastrou? Junte-se a nós! REGISTRE SEU APOIO AGORA

Veja quem apóia:

# Nome Cidade Estado
196 Luis Costa Brasília DF
195 Jose Roberto Lenotti Bauru SP
194 FLORINDA MARTINS POLANO Araranguá SC
193 Edinaldo Jose Calegari Saltinho SP
192 Natasha Rio de Janeiro RJ
191 Aqui é o Trem da Alegria Salvador BA
190 Sthud Pará Auxdthor Rio Branco AC
189 Ana Claudia Calomeni Rio de Janeiro RJ
188 eliashissa@hotmail.com Caxambu MG
187 Eduardo Curitiba PR
186 fatima ramos Belo Horizonte MG
185 J. Pedro Gonzalez Goiânia GO
184 Ludmila dos Santos Queiroz Barueri SP
183 Angela Mazetto São Paulo SP
182 André Belo Horizonte MG
181 MEIRE I M SIQUEIRA Patos de Minas MG
180 Paulo César G. Costa Belo Horizonte MG
179 helio augusto baldanza coelho Brasília DF
178 Roque Luiz Wandenkolk Rio de Janeiro RJ
177 MARCIA OLIVEIRA RODRIGUES COELHO ALMEIDA Governador Valadares MG
176 Fernando Jorge Lopes Gonçalves Rio de Janeiro RJ
175 Leda Maria da Hora Limeira SP
174 HERBERT FERREIRA DOS SANTOS JUNIOR Maceió AL
173 Roberto Araujo junior Rio de Janeiro RJ
172 Joao Pedro Pereira Neto Maringá PR
171 Douglas José Garcia São Paulo SP
170 Edmilson Cordeiro Diniz Belém PA
169 Ernesto Mayer Alves Guarulhos SP
168 Aparecido Kazuo Nagahiro Maringá PR
167 Luis Costa Brasília DF
166 Clarisse Pase Passo Fundo RS
165 Rosângela Fidelis Curitiba PR
164 Nelito São Lourenço MG
163 Ana Maria e Abeu Belo Horizonte MG
162 antonio aureliano da silva Crato CE
161 Vilmara F Mello Juiz de Fora MG
160 Helenice de Deus Gil Belo Horizonte MG
159 Claiton de Ávila Borges Santana do Livramento RS
158 Elizabeth Arouca Duarte Belo Horizonte MG
157 Solange de Fátima Teixeira Silva Belo Horizonte MG
156 sergio cooper Curitiba PR
155 Thiago Perez Terra Caxias do Sul RS
154 Sérgio Nunes Pinheiro Uberaba MG
153 Douglas TESTE Belo Horizonte MG
152 Paulo César Costa Belo Horizonte MG
151 Rosangela reis Rio de Janeiro RJ
150 Odilio Ferreira Alves pereira Dourados MS
149 MARCO ANTONIO MENDONÇA FARIAS Porto Alegre RS
148 Artur Luiz Sampaio Juiz de Fora MG
147 ARISTIDES ANTONIO DA SILVEIRA FILHO Belo Horizonte MG
146 MARILUCE GODINHO DE OLIVEIRA Tabatinga AM
145 Giuliano Giusti Zampa Guarulhos SP
144 flaudimiro chaves vitoria filho Salvador BA
143 Otávio São Paulo SP
142 cgasparoni@globo.com Passo Fundo RS
141 Henrique Jacó de Menezes Franca SP
140 Aline Sobreira Fortaleza CE
139 aparecido alves ferreira Santa Rita do Passa Quatro SP
138 Patrícia Ruiz da Rosa Joinville SC
137 Sonia Maria Oliveira de Sousa Itaqui RS
136 Paulo Ricardo Merola dos Santos Rio Grande RS
135 Roberto Belo Horizonte MG
134 Ênio Kersting Correa Porto Alegre RS
133 jose adriano perina Rio Claro SP
132 Gil Ricardo de Morais Guilherme Fortaleza CE
131 Bento Matos Maceió AL
130 RAQUEL TOLEDO LUZ Brasília DF
129 José Roberto Prada Florianópolis SC
128 Edgar de Deus Ebling de Oliveira Jaguarão RS
127 Yun Suk Han Porto Alegre RS
126 Marco Quadros Capão do Leão RS
125 Alcides Rodrigues Cintra São Paulo SP
124 HENRIQUE TONETO JUNIOR São Carlos SP
123 Maria Lucia Vomero Monaco São Paulo SP
122 DELCY MARIA SARAYVA MATOS São José dos Campos SP
121 MARCELO CHARLES MOREIRA Rio de Janeiro RJ
120 Marisa Motta da Costa Belo Horizonte MG
119 Valmont Salvador BA
118 CLÁUDIO ROCHA DA SILVA Guarulhos SP
117 Antão Ledoir dos Santos Santa Maria RS
116 Fabio Gomes Pires Poços de Caldas MG
115 André Luz Rio de Janeiro RJ
114 MANOELINA FRANCISCA DE JESUS Brasília DF
113 Rogério Igisk Lopes Porto Alegre RS
112 ANIZIO RODRIGUES Varginha MG
111 Daniel Deckers Belo Horizonte MG
110 Maria Joselice Lopes de Oliveira Fortaleza CE
109 Renato C. Melhorança Brasília DF
108 Mariléia Naves de Avelar Faraco Varginha MG
107 Joseilton de Oliveira Brasília DF
106 Antonio Carlos Almeida Robles Itaúna MG
105 LUZIA DOS ANJOS SOARES Brasília DF
104 ANA ALBAGLI Rio de Janeiro RJ
103 luzina de maria campos lima goncalves Brasília DF
102 ELIZABETH FICHMAN ROCHA SILVA Brasília DF
101 Célia L Baptista Cairo Brasília DF
100 Maria Aparecida Portilho Brasília DF
99 Patricia Brasília DF
98 Luís Henrique Monteiro Nunes Belo Horizonte MG
97 Angela Cristina Fracaloci São Paulo SP
96 Miriam Paiva Aceguá RS
95 Luis Filipe Alves da Costa Jundiaí SP
94 Fábio Luiz Dias Leal Campo Grande MS
93 Aparecido Alves Ferreira Porto Ferreira SP
92 edson kami Curitiba PR
91 ana maria martins mendonça Belo Horizonte MG
90 Benedito Ojeda Barra do Garças MT
89 Moisés de Freitas Cabral Bom Despacho MG
88 NILVA DE FÁTIMA RODRIGUES AMORIM Belo Horizonte MG
87 Regis Fernando Zigue Porto Alegre RS
86 Eloísa Brasília DF
85 José Sollero São Paulo SP
84 José Sollero São Paulo SP
83 Sandro Rodrigues Alves Belo Horizonte MG
82 João Federal Goiânia GO
81 Guilherme Rio de Janeiro RJ
80 Ricardo Giuliani do Nascimento São Paulo SP
79 Angela C Fracaloci São Paulo SP
78 Orlando Lopes São Paulo SP
77 Marcio Felix de Souza Piracicaba SP
76 fernando antonio almada ibiapina camelo Rio de Janeiro RJ
75 Hamilton Pires Campinas SP
74 Augusto Cesar Cardoso Rio de Janeiro RJ
73 Luiz Carlos Nobrega de Andrade Itaguaí RJ
72 Eduardo schettino Sete Lagoas MG
71 Geraldo A. Goulart Governador Valadares MG
70 Lenise Sshmidt Bechtlufft Cabo Frio RJ
69 CARLOS ALBERTO MARQUES DE OLIVEIRA Rio de Janeiro RJ
68 Sergio Damasceno Nova Iguaçu RJ
67 MARISA MATOSO VIANA SILVA Curvelo MG
66 Kênia Marília Nasser Dias Brasileiro Poços de Caldas MG
65 Peter Rochol Porto Alegre RS
64 Paulo Ricardo Merola dos Santos Rio Grande RS
63 José Nunes R. Sobrinho Teresina PI
62 Lucio Passele Couto Belo Horizonte MG
61 Jorge Alberto Messa Menezes Uruguaiana RS
60 cinthia.matsubara@receita.fazenda.gov.br Belo Horizonte MG
59 Carlos Raimundo Pinto Soares Pouso Alegre MG
58 RENATO SANTOS Rio de Janeiro RJ
57 Evelyn Nagem Sabbagh Belo Horizonte MG
56 francisco de paula magalhães bastos oswald Rio de Janeiro RJ
55 Luis Brasília DF
54 Lineu Sorocaba SP
53 Cintia Lonardoni Cabrália Paulista SP
52 Jorge Henrique Ferreira Cachoeira Juiz de Fora MG
51 Eduardo Di Palma Manaus AM
50 Francisco Schmidt Novo Hamburgo RS
49 Andrea Leitão Rio de Janeiro RJ
48 Marcia Helena da Silva Brasília DF
47 Pedro Paulo Moreira do Carmo Rio de Janeiro RJ
46 VALTER SILVA DE FARIA Natal RN
45 Sérgio de Paula Santos Foz do Iguaçu PR
44 Antonio Pereira da Silva Poços de Caldas MG
43 Márcio Tadeu Almeida Brasília DF
42 EUNICE BENTO Brasília DF
41 ADERSON CORDEIRO Brasília DF
40 ANA JOSE DE SANTANA GUEDES Brasília DF
39 Aída Márcia Matos Brasília DF
38 Mariana Figueiredo Montandon Belo Horizonte MG
37 Rogerio Rodrigues Braga Brasília DF
36 Luis Cleber de Siqueira Juiz de Fora MG
35 Jorge Guedes Pinto Brasília DF
34 Rogerio Braga Brasília DF
33 cesar pinheiro Rio de Janeiro RJ
32 Regis Marcos de Souza Águas Lindas de Goiás GO
31 Alexandre Magno Cruz Pereira Varginha MG
30 Adriano de Souza Zumba Maceió AL
29 JETHER ABRANTES DE LACERDA Juazeiro do Norte CE
28 leonardo catao de carvalho Belo Horizonte MG
27 Pedro Gonzalez Goiânia GO
26 Arnaldo Nogueira Varginha MG
25 JOSÉ VICENTE FIALHO FLORES DA COSTA Brasília DF
24 Francisco Carlos Oliveira da Cruz Rio Branco AC
23 Tales Queiroz Belém PA
22 marcos antonio de andrade petri Piracicaba SP
21 Geraldo A. Goulart Governador Valadares MG
20 claudia brandão schwab Santa Vitória do Palmar RS
19 Moema Bajo Dutra Brasília DF
18 ricardo almeida Sete Lagoas MG
17 elisa tostes Gazzinelli Belo Horizonte MG
16 MARIA LIÈGE DE SOUSA LEITE Brasília DF
15 ANTONIO FRANCISCO MUNIZ São Luís MA
14 Edilson Gonçalves Gondra Campos dos Goytacazes RJ
13 Saturnino Marcos da Silva Belo Horizonte MG
12 Ivone Lopes Barbosa Brasília DF
11 Agnelo Emanuel Regis dos Santos Salvador BA
10 Maria Sueli de Oliveira São José dos Pinhais PR
9 Robson Rangel Ribeiro Vitória ES
8 PRISCILA MARIA BORGES DE REZENDE Vitória ES
7 Aparecido Valdir Lavecchia São Sebastião SP
6 Lúcia Helena de Andrade Brasília DF
5 hamilton gelceu pereira Santa Maria RS
4 Paulinho Ribeiro Porto Alegre RS
3 Thais Lasmar de Paiva Belo Horizonte MG
2 Mari Lucia Zonta Belo Horizonte MG
1 João Jacques Silveira Pena Uberaba MG